terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Resumo coletivo do conto Ladino de Miguel Torga

Ladino era um pássaro velho e matulão que, desde sempre, fora manhoso e astuto, de tal maneira que era dos poucos do seu tempo que se mantinha vivo. Contrariamente ao que sucedia com os outros, sempre soubera contornar o frio e as armadilhas, pois era muito cauteloso.
Este cuidado com ele próprio, fê-lo sair do ninho materno muito tarde. Os pais sempre insistiram com ele sobre a necessidade de se tornar independente e voar como os seus irmãos. Ladino, no entanto, resistia às exigências dos pais, prolongando a vida boa e sossegada que a vida no ninho materno lhe proporcionava.
Um dia, porém, decidiu voar. Foi uma experiência inesquecível pela multiplicidade de emoções que viveu. Depressa descobriu o prazer de voar e o prazer da boa comida que o acaso lhe proporcionava.
Vive a sua vida de adulto com o mesmo egoísmo e as mesmas cautelas que tivera na infância, para que nada de mal lhe aconteça. Egoísta só pensa em si e no seu bem estar; vê os outros a passar fome mas ele não se incomoda com isso e sabe como se alimentar, mesmo em pleno inverno. Como hipócrita que é, dá lições de moral aos outros e não as aplica a si mesmo. Cínico, faz-se desentendido quando alguma coisa não lhe agrada.    

6 comentários: